Protocolado o pedido de criação de Comissão Processante contra Mário Marcus

Publicado em 06/09/2021 às 10:30 por Redação
Conforme o Fato Real havia noticiado a recomendação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do transporte de criar uma Comissão Processante contra o prefeito de Conselheiro Lafaiete, Mário Marcus (DEM), foi protocolado na manhã desta sexta-feira (03/09) junto a Câmara Municipal o pedido da criação desta comissão.

O documento classifica a ação de Mário Marcus como omissa e negligente frente a crise do transporte público coletivo enfrentada na cidade. O pedido diz que o chefe do Executivo não adotou medidas que defendessem o direito da população de Lafaiete de manter seu direito ao serviço, que é considerado essencial.

O documento ainda aponta que Mário Marcus pediu para que o representante da Viação Presidente Lafaiete, Carlos Alberto de Azevedo, não demitisse nenhum funcionário em 2020 para que ele não tivesse prejuízo eleitoral.
Da esquerda para a direita: Vado Silva, Giuseppe Laporte, Pedro Américo, Damires Rinarlly e Erivelton Jayme. Vereadores que atuaram na CPI

O documento ainda defende a cassação como medida legal e necessária em casos de falta de eficiência administrativa, acusação que é feita a gestão de Mário Marcus: “As infrações político-administrativas, guardam estreita relação com a eficiência (em sentido amplo) do gestor público, ou seja, caso seja ineficiente em seu múnus, pode o Legislativo lhe retirar o mandato mediante certas regras dispostas em lei. A eficiência é um dever de todos os administradores por expressa disposição Constitucional (art. 37, caput). O desprestígio a esse princípio, além de inúmeras outras consequências, pode acarretar a cassação do mandato do Prefeito. A cassação tem natureza de ato administrativo vinculado, sendo discricionário e de interesse interno da edilidade”, diz trecho do documento.

A CPI



Na noite desta quinta-feira 02/09 foi lido em plenário o extenso relatório do que foi apurado pela Comissão Parlamentar de Inquérito. A CPI foi criada no mês de maio em meio a uma grave crise no setor, que levou a população a ficar quatro meses sem a prestação dos serviços por meio de empresa de ônibus. Em 31/07 após vencer processo licitatório a Umuarama passou a operar na cidade.

Fonte: Fato Real

Prefeitura de Ouro Preto desapropria Casarão do Vira Saia.

Após defesa do PT, Manoel Vespúcio tem seu nome confirmado como candidato a...


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

STJ afasta Witzel do cargo por suspeitas de irregularidades na saúde; Pastor...

Pediatra ensina como fazer máscara de proteção com materiais simples

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_