Estudo aponta Lafaiete como cidade crítica em situação de enfrentamento ao coronavírus

Publicado em 30/04/2020 às 10:12 por Redação
Não foi concluído ontem o documento elaborado pela entidades representativas do comércio lafaietense que seria entregue ao prefeito apontado ações a serem implementadas visando a reabertura do comércio da cidade de forma gradativa à partir do dia 4 de maio. Elaborado pelo SINDCOMERCIO, ACIAS e CDL, o programa lafaietense deve ser entregue ao prefeito Mário Marcus, para ser apresentado ao Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus.

Mesmo que ocorra a elaboração do documento algumas situações ocorridas nas últimas horas deixam apreensivos os comerciantes. Uma delas é que o próprio prefeito disse aos vereadores em reunião nesta terça-feira 29/04 que é necessário aguardar um pouco mais devido a falta de leitos de UTI na cidade.

A Macrorregião de Saúde Centro Sul, composta por 51 municípios, que incluem as microrregiões de Barbacena, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e São João del Rei , reuniu-se na última segunda-feira. Na ocasião foi apresentado o cenário epidemiológico e assistencial onde, até o momento, as quatro microrregiões de saúde não estão com capacidade ampliada disponível para atender os casos da COVID-19 caso tenhamos um pico nos próximos 10 dias.

Situação crítica



Outra situação preocupante é que das 853 cidades de Minas Gerais, 230 (cerca de 27%) estão em situação crítica para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O estudo foi publicado pela consultoria Aquila e se baseia em indicadores sociais, econômicos e de saúde de todos os municípios brasileiros.

Integram a lista das cidades em situação crítica aquelas que, por razões financeiras e infraestruturais, potencialmente sofreriam mais com a COVID-19. Para isso, foram levados em consideração dados do governo federal sobre o sistema de saúde (quantidade de leitos e profissionais de saúde por morador) e as condições econômicas tanto da administração municipal quanto dos habitantes. O objetivo foi verificar com números, fatos e dados, estudando a realidade dos municípios do Brasil do ponto de vista de risco e vulnerabilidade, para apontar que estes são os municípios aos quais o Brasil deveria dar mais atenção.

De acordo com reportagem publicada hoje pelo Jornal Estado de Minas os especialistas, apontam que o baixo índice de testagem da população torna imprecisa a análise sobre a propagação do vírus nas cidades e, com isso, dificulta o estabelecimento de regras sobre o relaxamento do isolamento social. Dos 87.480 casos suspeitos registrados em Minas Gerais, apenas 8.167 (9,3%) tiveram diagnóstico. Há ainda 79.313 à espera de análise ou resultado.

O mesmo estudo aponta as cidades mineiras mais populosas entre as que estão em situação crítica de enfrentamento ao novo coronavírus. Conselheiro Lafaiete aparece em terceiro lugar, atrás apenas de Ribeirão das Neves e Santa Luzia.

Fonte: Fato Real
PUBLICIDADE

UFOP É APROVADA PARA REALIZAR EXAMES DETECÇÃO DO CORONAVÍRUS

Em reunião com vereadores prefeito confirma falta de leitos de UTI e diz que...


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

Brasil está sem médicos e equipamentos suficientes para conter coronavírus,...

Mulheres vítimas do feminicidio, vítimas de si mesmas...

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_