Festival da Canção Todos Os Sons será realizado em Ouro Preto

Publicado em 10/05/2019 às 22:06 por Redação

A indústria fonográfica mundial experimenta uma fase de crescimento desde 2015, ano que mudou a tendência negativa vivida desde 1999 no setor. Contudo, artistas iniciantes ou que apenas estão de fora do chamado mainstream sentem esse crescimento de uma maneira mais complexa e tardia. Atingir grandes públicos e ter o respaldo da crítica especializada é o grande desafio.

Durante os dias 7, 8 e 9 de junho de 2019, a cidade de Ouro Preto/MG receberá a 3ª edição do Todos os Sons - Festival da Canção. Novos talentos da música terão a chance de apresentar seus trabalhos autorais para três dos principais produtores e articuladores da música do país - Alexandre Kassin, Barral Lima e Iuri Freiberger -, e ainda terão suas apresentações seguidas de nomes como Lô Borges, Luan Nobat e Bernardo Bauer. Com o intuito de reconhecer e premiar as melhores canções inéditas, Todos os Sons é um resgate dos antigos festivais da canção, muito tradicionais nos anos 60 e 70 no Brasil.

Serão distribuídos R$18 mil em prêmios divididos nas seguintes categorias: Melhor Canção (1º, 2º e 3º lugar), Melhor Intérprete e Melhor Letra. Artistas e bandas poderão inscrever suas músicas através do site https://festivaltodosossonsop.wordpress.com até às 18h do dia 15 de maio (quarta-feira). Os curadores irão selecionar 20 (vinte) canções inéditas que serão apresentadas para o grande público nos dias 07 e 08 de junho. A noite de sexta-feira (07) contará com o show sensível de Bernardo Bauer e sábado (08) teremos o show enérgico de Luan Nobat. As 10 canções finalistas selecionadas pelo júri especializado serão apresentadas na última noite do festival, dia 09 de junho, quando serão anunciadas as vencedoras de cada categoria. O domingo receberá o grande show da programação, com Lô Borges. A entrada é gratuita para o público.

Todos os Sons - Festival da Canção é uma iniciativa da Ultra, produtora e gravadora do grupo UN Music, com apoio da Prefeitura Municipal de Ouro Preto. Para Barral Lima, jurado do festival e CEO da UN Music, “Os festivais da canção tem uma grande importância no Brasil, não só cultural, mas também política. É um espaço democrático para que os artistas possam expor as suas idéias e se posicionarem através da música. Foi assim desde a década de 1960 e ainda perpetua. Também é uma grande oportunidade para o intercâmbio entre artistas de todo o país.” O também jurado e produtor musical Alexandre Kassin completa “Os festivais da canção é uma tradição brasileira que acontece há muito tempo e que lançou todo mundo que tá aí. Acredito que o festival da canção tem uma importância imensa pra produção cultural brasileira, não como uma competição, mas como uma plataforma de lançamento e uma oportunidade, uma vitrine, pra vários artistas não só divulgarem suas músicas, mas se conhecerem e viverem um pouco de uma situação de coletividade industrial. Eu acho que é uma coisa muito positiva, o Festival da Canção é um patrimônio brasileiro".

Os vencedores da edição de Itabirito/MG, que aconteceu nos dias 03, 04 e 05 de maio deste ano, foram Nath Rodrigues (1º lugar com a canção “Janaína”), Grupo Teresa (2ª lugar com a canção “Beijo de Amor”), Persiano (3º lugar com a canção “Pessoas Reais Disponíveis para Conversar”), Licon MC (Melhor Intérprete com a canção “Funcionário do Mês”) e Tuca Boelsums (Melhor Letra com a canção “Fogo”).

SOBRE os jurados


Kassin - Alexandre Kassin, é o produtor que assinou trabalhos de Caetano Veloso, Los Hermanos, Erasmo Carlos, Mallu Magalhães, Adriana Calcanhotto, Vanessa da Mata e Nação Zumbi. É também músico de banda – integrou nos anos 1990 o Acabou La Tequila; formou com Moreno Veloso e Domenico Lancellotti o projeto +2, que, além de seus próprios discos, compôs Ímã, trilha para o Grupo Corpo; e é um dos membros da Orquestra Imperial, que hoje faz apresentações bissextas.

Barral Lima - Barral é CEO do Grupo UN Music onde coordena as gravadoras Ultra Music e a Under Discos, a produtora de eventos Ultra Music, a Neutra Audiovisual e Editora. É o atual presidente do Sindav (Sindicato da Indústria do Audiovisual de Minas Gerais). Atuou em diversos shows como baixista e tecladista ao lado dos artistas Sá e Guarabira, Lô Borges, Samuel Rosa, Milton Nascimento, Toninho Horta, Tadeu Franco, Titane, e vários outros. Como produtor musical e engenheiro de som trabalhou em mais de 100 projetos fonográficos dentre eles Lô Borges, Milton Nascimento, Samuel Rosa, Fernanda Takai, Markú Ribas, Transmissor, Tianastácia, Adriano Campagnani, Juarez Moreira, Toninho Horta, Nelson Ângelo, Radar Tantã, Vanessa Falabella, Cláudio Faria, Bauxita, Refinaria entre outros. Idealizador e diretor artístico dos festivais Palco Ultra, MARTE Festival, Festival Hiphop.Doc, Circuito Instrumental e Loucomotiva Blues & Jazz Festival. Produziu e lançou os Song books dos artistas mineiros; Milton Nascimento, Beto Guedes, Flávio Venturini, Lô Borges, Pato Fu e Jota Quest. Como delegado e palestrante, já esteve presente em vários festivais e feiras nacionais e internacionais como: WOMEX (Hungria, Inglaterra e Espanha), APAP (Nyc_USA), MIC SUL (Argentina), MUSIKMESSE (Alemanha), SIM/SP (Brasil), RIO2C (Brasil), SAMBAFEST (Hartford, USA), SXSW (Texas_USA), HACK TOWN (Brasil), MIA (Brasil) e CMJ (Nyc_USA).

Iuri Freiberger - Músico e produtor musical, atua em diversas áreas culturais e sociais. Mestre em Design Estratégica pela UNISINOS – Porto Alegre, formado também em publicidade, realizou em torno de 2000 shows, e como produtor musical tem mais de uma centena de discos lançados. Atua como professor universitário, consultor estratégico, diretor técnico e curador de festivais e articulador político. Como professor, foi titular na AESO-Barros Melo, em Olinda/PE, no curso de Produção Fonográfica. Em 2013, assumiu o cargo de Assessor para Estratégias de Inovação, na Secretaria de Cultura do Governo do RS, onde implementou o programa RS Criativo, entre sete secretarias de Estado. Atualmente desenvolve sua nova empresa, Rizoma, aceleradora de projetos culturais.

SERVIÇO


Evento e entrega dos prêmios: 7, 8 e 9 de junho (sexta a domingo)
Horário: a partir das 20h
Local: Praça do Rosário, Ouro Preto/MG
Entrada gratuita para o público
07/06 | Show de Bernardo Bauer
08/06 | Show de Luan Nobat
09/06 | Show de Lô Borges
Inscrições até o dia 15 de maio, às 18h
Site para inscrições: https://festivaltodosossonsop.wordpress.com
Informações: (31) 3223 2916 ou pelo e-mail: contato@unmusic.com.br
PUBLICIDADE

Associação do Circuito Turístico do Ouro torna-se referência em Minas...

Pai de João Miguel é preso por usar dinheiro da campanha do filho

COTAÇÃO HOJE

Manifestantes protestam na Paulista contra bloqueio de recursos para a...

Imagem de buraco negro prova (mais uma vez) que Einstein estava certo

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_