Parceria visionária e empreendedora viabiliza a transferência e a reabertura do Museu das Reduções de Ouro Preto.

Publicado em 10/11/2020 às 14:25 por Redação

O empresário e Desembargador aposentado, Renato Moreira Figueiredo, associa a sua marca Vivenda à marca do Museu das Reduções e cria importante complexo turístico, educativo e cultural em Cachoeira do Campo, Ouro Preto.



Fechado para visitação pública desde 2016, quando se encerraram os projetos culturais que o mantiveram funcionando nos últimos anos, o Museu das Reduções de Ouro Preto reabrirá suas portas em 2020. Fruto de uma parceria entre os empresários Renato Figueiredo, Desembargador aposentado e Carlos Alberto Xavier de Vilhena, sucessor/curador do importante acervo construído pelos Irmãos Vilhena, foi criado um complexo turístico, educativo e cultura, à margem da Rodovia dos Inconfidentes, em Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto.

Após um longo e complexo trabalho de remoção, transferência, adaptação e restauração das obras, por quase um ano, de maio de 2019 a março de 2020, o Novo Museu das Reduções encontrava-se prestes a reabrir suas portas em Cachoeira do Campo, quando a pandemia do COVID 19 assombrou o mundo. Mais longos meses de espera até chegarmos a possibilidade de abertura, cumprindo todos os protocolos de segurança e com horário especial.

O Novo Museu das Reduções voltará a funcionar, no próximo dia 13 de novembro e ficará aberto às sextas, sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h.

O difícil acesso ao interior do distrito de Amarantina sempre foi o principal obstáculo aos turistas que visitavam, ou pretendiam visitar, a obra singular deixada pelos quatro irmãos Vilhena: Ênnio, Décio, Evangelina e Sylvia, composta de réplicas perfeitas de monumentos históricos de todo o país. Tendo sido essa a razão crucial para o fechamento do Museu que, até 2016, sobreviveu graças aos apoios prestados pelas empresas: Microcity Computadores; Cemig Telecom S/A; Cemig Geração e Distribuição S/A e GERDAU S/A.

Neste período, diversas tratativas e sondagens para reabertura do Museu foram feitas, sempre com uma certeza: onde está não seria possível caminhar com as próprias pernas. Seria preciso transferir o acervo ou ele se perderia. Algumas cidades se interessaram em abrigar o acervo, porém, a complexa e onerosa operação de remoção, transporte e remontagem das réplicas inviabilizava a transferência.

Já se encerravam as esperanças quando Renato Moreira Figueiredo, de incontáveis bons serviços prestados ao município de Ouro Preto, resolveu encarar o desafio de levar o acervo do Museu das Reduções para as margens da Rodovia dos Inconfidentes – BR 356 – criando, onde já mantinha seu empreendimento, o Espaço Vivenda, que será um importante equipamento turístico para Cachoeira do Campo, Ouro Preto e Região dos Inconfidentes.

Agora, o acesso ao Museu tornou-se um facilitador! A 15 minutos da Praça Tiradentes, no KM 77, da Rodovia dos Inconfidentes, o visitante encontrará, no mesmo local do acervo do Museu das Reduções, um restaurante e lanchonete de qualidade (com diversas opções em lanches e refeições), espaço para reuniões empresariais, playground, sanitários, WIFI, posto de combustível, parque com anfiteatro e belo paisagismo, tudo isso com amplo e fácil estacionamento.

Distrito de Ouro Preto que se destaca pela grande e variada oferta de artesanatos diversificados, indústria de móveis em madeira de demolição, excelente gastronomia, hotéis e pousadas, amplo terminal rodoviário, movimentado centro comercial, com supermercado, Cooperativas de crédito, caixas automáticos de Bancos, e, sobretudo, pelo seu patrimônio histórico, que tem como referências a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, precioso exemplar da primeira fase do Barroco Mineiro; o antigo Palácio do Governador e sua majestosa ponte tricentenária, o Colégio Dom Bosco, locais que presenciaram importantes capítulos da História do Brasil, como as articulações da Inconfidência Mineira, a Guerra dos Emboabas e a Revolução de Felipe dos Santos, dentre outros tantos. Cachoeira do Campo passara a contar, agora, com o Espaço Vivenda.

Com o único objetivo de perpetuar a obra dos Irmãos Vilhena, Carlos Alberto conta que não mediu esforços para realocar o acervo, apesar de toda a gratidão da família Vilhena pela comunidade de Amarantina. Estiveram nos planos a transferências para São Lourenço, Itabirito, Poços de Caldas, Mariana, Ouro Branco e Campanha, terra natal dos artistas. Mas o destino desta obra, definitivamente, é Ouro Preto. O que foi confirmado pelo surgimento da iniciativa concreta do Renato, de investir novamente em Cachoeira, onde desponta como um dos principais incentivadores das atividades sócio econômicas e políticas da região. '

SERVIÇO



Museu das Reduções

BR 356 – Rodovia dos Inconfidentes – KM 77 – Cachoeira do Campo – Ouro Preto – MG

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO



Sextas, sábados, domingos e feriados - 9h às 16h

www.museudasreducoes.com.br
museudasreducoes@gmail.com
WhatsApp (31) 9 9727-3658
PUBLICIDADE

Famílias seguem sendo beneficiadas com cestas básicas em Ouro Preto

Mulher é investigada por suspeita de estelionato em Lafaiete


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

Brasil está sem médicos e equipamentos suficientes para conter coronavírus,...

Encontro Transições: Como Lidar com sua dor emocional

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_