Fé, Cultura e Arte levam milhares de moradores e turistas às ruas de Ouro Preto

Publicado em 26/06/2019 às 17:35 por Redação
Nos últimos meses, em Ouro Preto, presenciamos a força do setor cultural em suas mais diversas manifestações. Em junho, um festival da canção, o Todos os Sons, trouxe artistas de renome e revelou novos talentos, e uma série de concertos de música erudita ilustrou a programação comemorativa dos 249 anos da Casa da Ópera, o mais antigo teatro em funcionamento das Américas. A cultura do hip-hop também ganhou destaque em um prestigiado encontro, o 6º Hiphop.doc. Com apoio da Prefeitura, todos estes eventos foram organizados pela Un Music, com patrocínio da Oi, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Todos esses eventos, e vários outros, atraíram milhares de turistas, proporcionando um impacto econômico bastante positivo na cidade. Mas foi neste último feriado prolongado que a religiosidade e a cultura coincidentemente se uniram e comprovaram um intenso valor.

Na quinta-feira, 20 de junho, Ouro Preto se enfeitou para as festividades do Corpus Christi, e as cerimônias lotaram as igrejas de fiéis. Já na sexta-feira, 21, milhares de pessoas inundaram a Praça Tiradentes para testemunhar o inusitado encontro do rapper Flávio Renegado com a Orquestra Ouro Preto no lançamento do álbum “Suíte Masai”, uma realização da Casulo Cultura. Sobre este evento, na opinião do secretário Zaqueu Astoni, de Cultura e Patrimônio, “a união do Hip-hop e Rap, que são as vertentes mais modernas, com grande alcance popular, com a música clássica da Orquestra Ouro Preto, demonstra que está nas raízes de Ouro Preto promover misturas e criar aspectos novos para cultura nacional”.

Para o secretário Felipe Guerra, de Turismo, Indústria e Comércio, “o maestro Rodrigo Toffolo, da Orquestra Ouro Preto, é um exemplo dessa versatilidade ouro-pretana, pois já fez outras experiências interpretando os Beatles ou tocando com músicos renomados como Alceu Valença e Fernanda Takai e demonstrou, de novo, que sabe promover junções musicais com uma habilidade incrível”.

Outros eventos diferenciados também rechearam a programação cultural do feriadão, como o Corredor Cultural – entre Jacubas e Mocotós, o qual oferece diversão e arte nas ruas do Centro Histórico, e o IV Encontro Urban Sketchers Brasil, que reuniu arquitetos, ilustradores e desenhistas os quais se dedicam à prática do desenho de observação.

Mayron Rocha tem um café na Praça Tiradentes e garante estar satisfeito com o movimento do Corpus Christi e dos resultados que o recesso proporcionou: “a gente tem toda a estrutura pra receber o pessoal”, diz o empresário. Roberta Lins, que também conduz um comércio no Centro, com a casa cheia, felicitou a Prefeitura pela iniciativa de conjugar acontecimentos diversos na mesma temporada: “várias festas, vários encontros, para nós, comerciantes, é muito legal”.

Em Ouro Preto, a arte é uma generosa aliada das tradições religiosas, bem como do seu preservado conjunto de monumentos históricos, e essa versatilidade cultural tem grande chance de assumir o posto da mineração, gerando cada vez mais oportunidades e renda para a população, consagrando-se, enfim, como valioso tesouro da Cidade Patrimônio Mundial.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ouro Preto
PUBLICIDADE

Decisão judicial impede Novelis de vender terras de Ouro Preto

Fiéis lotam a Basílica do Sagrado Coração de Jesus em Lafaiete

COTAÇÃO HOJE

A saga do pai que provou a inocência do filho acusado de matar jovem em...

Imagem de buraco negro prova (mais uma vez) que Einstein estava certo

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_