Queluz Festival chega como atrativo cultural e em sua primeira edição vai ajudar o Hospital São Camilo

Publicado em 21/06/2019 às 13:43 por Redação
Imagina reunir em um mesmo espaço gastronomia, artesanato, arte, diversão, música, agricultura familiar e cervejaria artesanal? Esta é a proposta da Feira “Queluz Festival” cuja primeira edição acontece neste domingo, dia 23, na Praça do Cristo.

A feira, que começa às 8:00 horas e termina às 18:00 horas, reúne 50 artesãos, 6 cervejarias, agricultores familiares da região, espaço kids e alimentação. Isso sem contar a estrutura para shows. “A nossa proposta é agregar valores aos produtos da nossa terra, expandir a comercialização, mobilizar e organizar as associações de diversas áreas em torno da feira de maneira que simbolizasseM a cultura de Lafaiete e os valores de nossa gente, gerando oportunidades”, observou Marluce Albino, Presidente da Ong Meraki, e idealizadora do evento, que conta com parceiros como Prefeitura, Associação Comercial, Fasar, Fundação Queluz, Rádio Queluz FM, Acias Mulher, José Milton Imóveis, Bia Size, Básica Kids, BBM, Real Alumínios, Distribuidora Malte dentre outros que abraçaram a causa.

Marluce afirmou que a feira está aberta às associações e entidades de Lafaiete sem qualquer custo para comercializaçãode produtos. Segundo ela, a intenção é que com a consolidação que ela aconteça quinzenalmente.Par ajudar na organização, Marluse buscou apoio de inúmeros setores, inclusive o movimento “Rompendo em Fé, do Bairro Jk, cujas mulheres ajudarão na limpeza e logística. Ela pretende trazer para a feira as associações dereciclagem de Lafaiete. “Como concebemos e organizamos a feira em 30 dias, aos poucos vamos trazer as associações para o nosso evento e cada qual cumprir seu papel na geração de empregos e renda”, avaliou.

São Camilo



Nesta primeira edição, os participantes da feira são convidados a exercerem a cidadania e a solidariedade coma doação de material de higiene e limpeza em prol do Hospital São Camilo.

Identidade



A logomarca da feira une os dois principais símbolos de Lafaiete: a Viola de Queluz e o cavalo. “A feira foi organizada para ser espaço de todas as associações, entidades e diversos parceiros”, finalizou Marluce.

Estrutura



A primeira edição da feira terá 6 stands de cervejarias, 4 de gastronomia, 4 de agricultura familiar, 7 de artesanato, área Kids, plantão do Bombeiro Civil com paramédicos, enfermeiros e ambulância e sistema eletrônico defichas. Com 3 atrações musicais.

Artesanato Permanente



Um dos projetos idealizados pelo Instituo Meraki é o “Arte em Queluz” que agrega 46 artesãos que permanentemente expõem e comercializam seus produtos no Edifício Imaculada, ao lado da Igreja Nossa Senhora da Conceição. O local se tornou referência para os produtores a socialização, convivência e geração de renda, principalmente para o público da 3ª idade.

Festival Queluz



Dia: Domingo- dia 23/6

Local: Praça do Cristo

Horário: 8:00 às 18:00 hora

Fonte: Correio de Minas
PUBLICIDADE

Casa Glaura Choperia

Lafaiete perde nossa artista Maryluce

COTAÇÃO HOJE

Após manifestações, governo libera R$ 1,58 bilhão para o Ministério da...

Cientista grava o som que um girassol emite e o resultado é fascinante

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_