Retaludamento do Morro da Forca: uma obra e muitos desafios

Publicado em 23/03/2022 às 09:59 por Redação

Trânsito na Praça da Estação liberado a partir desta sexta, 18



Imagem: Nizea Coelho


No dia 13 de janeiro de 2022 aconteceu o deslizamento de parte do Morro da Forca, um incidente geológico que com toda certeza ficará na memória de todos os ouro-pretanos. Após esse trágico momento, a Prefeitura, por meio de um corpo técnico, em conjunto com o Ministério Público, realizou vistorias do terreno a fim de garantir a integridade física da população e um início seguro das obras.

Depois dessas criteriosas análises, a atual gestão iniciou o processo de retaludamento do Morro da Forca no dia 28 de fevereiro, tendo como responsável pela intervenção a empresa especializada Destroy Desmonte Técnicos do Brasil Ltda, referência nacional em trabalhos como esse. A previsão inicial para a entrega das obras era de 45 dias trabalhados, contando com boas condições climáticas e estabilidade do terreno acidentado.

Após 17 dias de trabalho, a atual gestão entrega para o Município a conclusão do retaludamento do Morro da Forca, juntamente com a liberação da Avenida Lima Júnior, obra que corria em paralelo com a da Praça da Estação. Mesmo com a celeridade das obras, os desafios foram grandes. A equipe que executou as obras precisou subir com pessoal e equipamento no topo do talude de 80 metros de altura, realizando descidas com rapel usando martelete rompedor para retirar qualquer material solto. Esse trabalho precisou ser acompanhado de perto devido à sua alta periculosidade.

Foi realizado um trabalho conhecido como “lâmina”. Essa técnica, apesar de mais complexa, , garante maior estabilidade do local segundo a empresa responsável pela obra.

Os próximos passos serão a construção de um muro de arrimo em toda a extensão do local, em seguida uma atarentagem, que é uma cobertura vegetal, e, por fim, será feito uma valeta de proteção e sistema de drenagem no topo e no meio do morro.

Já na Avenida Lima Júnior (Volta do Vento), foi realizado um reaterro, abrindo um acesso que vai até a base do terreno, onde será realizado um enrocamento* de pedras para que o rio que passa abaixo do nível da avenida não apresente problemas futuros nesse aterro. As próximas ações que já serão feitas são o retalutamento e a compactação de baixo para cima, até que se chegue ao nível da pista.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ouro Preto

Ouro Preto, Rio Acima, Raposos, Itabirito e Nova Lima assinam documento para...

Secretaria de Saúde de Lafaiete dará início à aplicação da terceira dose...


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

I Encontro Regional de RTDPJ - 20 e 21 de setembro

Buraco de 1 milhão de km² na camada de ozônio do Ártico finalmente se fecha

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_