Servidores municipais se reúnem hoje e sindicalista não descarta greve

Publicado em 28/04/2023 às 18:42 por Redação
Está marcada para as 19h30 desta sexta-feira (28/04) assembleia geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Conselheiro Lafaiete (SINSERLAF). A pauta é extensa e vai abranger uma variada lista de queixas e reivindicações da categoria.

Segundo o presidente do SINSERLAF, Valdney Alves, serão abordadas, entre outras questões, a falta de reposição salarial, a adoção pelo Município do piso nacional do magistério e concessão do adicional de insalubridade a cantineiras e ACS (Agentes Comunitários de Saúde), além da falta de segurança nas creches e escolas e a não realização de concurso público.

A pauta inclui também a situação de 40% dos servidores, que estariam recebendo valor inferior ao salário mínimo e precisando de complementação para alcançar a remuneração determinada por lei. Por fim, será debatido também o vale-alimentação, que teria deixado de ser aceito em diversos estabelecimentos comerciais por conta do não pagamento pela administradora do cartão.

Outra pendência em debate seria o parecer do Tribunal de Contas do Estado, favorável a que seja levado em consideração o período pandêmico para fins de contagem do tempo de serviço na concessão de benefício previdenciário ao funcionalismo. Segundo seu presidente, o sindicato ainda não obteve retorno da Prefeitura, que também não estaria cumprindo a determinação do TCE.

Greve



Valdney admitiu que a decretação de greve por tempo indeterminado no serviço público não está descartada: “A pauta inclui a possibilidade da deflagração de greve, que terá data de início, mas não prazo para ser encerrada. Isso porque, infelizmente, a Administração Pública não se mostra aberta ao diálogo. Já vai pra quase dois meses que protocolamos a pauta e solicitamos uma reunião; porém, até à data de hoje, não fomos chamados nem nossa pauta foi respondida”.

Valdinei Alves antecipou o pedido de desculpas à população e pediu compreensão, caso a deflagração da greve seja inevitável. O sindicalista também reiterou o apelo aos servidores para que compareçam à assembleia de logo mais para discutir essas e outras questões de interesse da categoria: “Quando brigamos por nós, servidores públicos, também estamos lutando pela comunidade lafaietense. A gente fica vendo a Administração Pública postando vídeos de novas obras quando eles não estão dando conta se quer do que já tem. Basta ver o quanto nossos prédios estão sucateados, falta material, faltam condições de trabalho. Por isso achamos que, primeiro, o foco da Prefeitura deveria ser reestruturar o que já existe, colocar em perfeito funcionamento, para depois pensar em ampliar”, observou o sindicalista.

Fonte: Fato Real
PUBLICIDADE

Ouro Preto intensifica serviços de mamografia durante o Outubro Rosa

Hospital e Maternidade São José comunica que está operando em capacidade...


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

Falácia Constitucional: o silêncio ensurdecedor dos governantes sobre o...

Atores da série Grey’s Anatomy aderem à campanha #EleNão

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_