Rotaract Club de Conselheiro Lafayette abre espaço para dúvidas sobre autismo

Publicado em 03/04/2019 às 11:06 por Redação
O autismo é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não-verbal e comportamento restrito e repetitivo.

Os sinais geralmente desenvolvem-se gradualmente, mas algumas crianças com autismo alcançam o marco de desenvolvimento em um ritmo normal e depois regridem.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 38,5 milhões de crianças de 0 a 13 anos. Ao aplicar o índice da Opas, dessas, cerca de 241 mil seriam autistas. A estimativa, contudo, é que o número seja ainda maior. Estudiosos acreditam que esse número pode chegar a 2 milhões de brasileiros. A causa para a discrepância dos dois dados é a dificuldade em se obter o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Infelizmente o preconceito em relação a doença ainda persiste. Muitas vezes as pessoas são intolerantes, não procuram informações a respeito da doença. O desconhecido assusta, os associados do Rotaract Club de Conselheiro Lafayette têm essa noção e por isso foi realizada uma campanha na rede social do clube: no Instagram.
Imagem repostada pelo Rotaract Club de Conselheiro Lafayette. A imagem foi iniciada pelo Instagram @normalserdiferente.

Assim foi a publicação do clube:

Nos mandem perguntas, dúvidas, histórias e curiosidades sobre o assunto!! O dia mundial de aceitação ao autismo nos rodeia com muitas dúvidas e preconceitos. Desejamos que aproveitem essa data pra pesquisar e entender um pouco mais. Vamos juntes?

#repost @normalserdiferente ・・・ “As crianças especiais, assim como as aves, são diferentes em seus vôos. Todas, no entanto, são iguais em seu direito de voar.” Jesica Del Carmen Perez.

#PraCegoVer: Na parte do topo da imagem, tem-se a palavra autismo escrita com diversas cores. No fundo, mãos coloridas no mesmo padrão. No centro da imagem tem-se a seguinte frase: “Um dos maiores desafios de ser autista não é o autismo em si, mas como as pessoas reagem a ele. Se você quer mudar vidas, comece mudando sua percepção sobre o autismo.” - Amy Gravino. No canto inferior esquerdo os dizeres dentro de um pequeno círculo: “2 de abril: dia mundial da aceitação do autismo.”
PUBLICIDADE

Ouro Preto volta a ser a capital do cinema com a 14ª edição da CINEOP

Parentes e amigos reconhecem corpo do professor Odilon

COTAÇÃO HOJE

Verão, sol e mar em Guarapari

Praias fechadas por ricos são alvo de disputa judicial na Califórnia

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_