Rotaract Club de Conselheiro Lafayette abre espaço para dúvidas sobre autismo

Publicado em 03/04/2019 às 11:06 por Redação
O autismo é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não-verbal e comportamento restrito e repetitivo.

Os sinais geralmente desenvolvem-se gradualmente, mas algumas crianças com autismo alcançam o marco de desenvolvimento em um ritmo normal e depois regridem.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 38,5 milhões de crianças de 0 a 13 anos. Ao aplicar o índice da Opas, dessas, cerca de 241 mil seriam autistas. A estimativa, contudo, é que o número seja ainda maior. Estudiosos acreditam que esse número pode chegar a 2 milhões de brasileiros. A causa para a discrepância dos dois dados é a dificuldade em se obter o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Infelizmente o preconceito em relação a doença ainda persiste. Muitas vezes as pessoas são intolerantes, não procuram informações a respeito da doença. O desconhecido assusta, os associados do Rotaract Club de Conselheiro Lafayette têm essa noção e por isso foi realizada uma campanha na rede social do clube: no Instagram.
Imagem repostada pelo Rotaract Club de Conselheiro Lafayette. A imagem foi iniciada pelo Instagram @normalserdiferente.

Assim foi a publicação do clube:

Nos mandem perguntas, dúvidas, histórias e curiosidades sobre o assunto!! O dia mundial de aceitação ao autismo nos rodeia com muitas dúvidas e preconceitos. Desejamos que aproveitem essa data pra pesquisar e entender um pouco mais. Vamos juntes?

#repost @normalserdiferente ・・・ “As crianças especiais, assim como as aves, são diferentes em seus vôos. Todas, no entanto, são iguais em seu direito de voar.” Jesica Del Carmen Perez.

#PraCegoVer: Na parte do topo da imagem, tem-se a palavra autismo escrita com diversas cores. No fundo, mãos coloridas no mesmo padrão. No centro da imagem tem-se a seguinte frase: “Um dos maiores desafios de ser autista não é o autismo em si, mas como as pessoas reagem a ele. Se você quer mudar vidas, comece mudando sua percepção sobre o autismo.” - Amy Gravino. No canto inferior esquerdo os dizeres dentro de um pequeno círculo: “2 de abril: dia mundial da aceitação do autismo.”
PUBLICIDADE

Polícia Civil investiga denúncia de estupro no carnaval de Ouro Preto

Dia de Nossa Senhora de Lourdes será comemorado em Lafaiete nesta segunda

COTAÇÃO HOJE

Criolo surpreende com 'Etérea', música que contesta padrões musicais e...

Praias fechadas por ricos são alvo de disputa judicial na Califórnia

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_