As palavras também machucam

Publicado em 30/03/2022 às 09:32 por Redação
Jornalista Rafaela Faria, registro 0018975/MG
Muito está sendo discutido sobre o que ocorreu em um grande evento, quando um ator reagiu a uma "piada" e ele mesmo disse em suas redes sociais que:

"A violência, em todas as suas formas, é venenosa e destrutiva. Meu comportamento no Oscar de ontem à noite foi inaceitável e imperdoável. Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demais para mim e reagi emocionalmente", disse em um trecho do texto compartilhado no Instagram.

Até a mãe de Will Smith disse ter ficado “surpresa” ao ver seu filho dar um tapa em Chris Rock no Oscar 2022.

Durante a cerimônia de premiação, na noite de domingo, Smith subiu ao palco após Rock fazer  uma "piada" sobre sua esposa, a atriz Jada Pinkett Smith. Pois bem, vamos lá.

Quantas vezes em uma roda de "amigos" você se calou perante a brincadeirinhas de cunho pejorativo? Ou ao "tentar" argumentar no momento foi massacrado por emitir sua opinião. Às vezes ainda escutou: Ah... é só uma brincadeirinha, nossa "fulano" se ofende por qualquer coisinha.

Convido você leitor a refletir:


Primeiro, você não sabe do histórico da pessoa. Segundo, você não sabe o que a pessoa está passando naquele momento. E terceiro, se coloque no lugar do outro. E se fosse com você? Como reagiria? E se alguém falasse de algum membro de sua família?

O que falta é empatia. E não é de hoje, que isso acontece. Esse fato que citei no início tomou proporções gigantescas, até mesmo por ter sido noticiado em um evento onde os holofotes estavam voltados a ele.
Agora, te pergunto: Quantos de nós já passamos por situações constrangedoras, que tivemos que juntar os caquinhos quebrados e nos fortalecer novamente para enfrentarmos esse mundo, essa selva. Prestem atenção: Não estou aqui defendendo a ato da reação de um tapa, mesmo porque sou contra a qualquer tipo de violência. Mas, é que palavras doem mais que um tapa na cara.

Não estou aqui para julgar nem um, nem outro, pois isso não me cabe, pois cada um sabe de suas atitudes e o que realmente se passa em seus pensamentos, às vezes propositais e às vezes maldosos mesmo. E quem somos nós para julgar as pessoas.

Até que ponto eu devo fazer uma "piada"? A piada acaba quando o sorriso de alguém é retirado em prol do sorriso dos outros.

Texto: Jornalista Rafaela Faria, registro 0018975/MG

Prefeitura de Ouro Preto desapropria Casarão do Vira Saia.

O que abre e fecha no feriado em Lafaiete


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

Falácia Constitucional: o silêncio ensurdecedor dos governantes sobre o...

Saiba como investir em bitcoin, moeda mais valorizada no mercado mundial

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_