Estudantes do Rancho Novo também enfrentam dificuldades com falta de ônibus

Publicado em 15/02/2022 às 10:40 por Redação
O Fato Real publicou reportagem nesta segunda-feira (14/02) denunciando a dificuldade que estudantes que residem em Gagé estão enfrentando na volta das aulas presenciais. Moradores relatam que, com a pandemia, a empresa Comercio Lubrificantes Peças Ltda cortou vários horários de ônibus. No entanto, mesmo com a retomada das atividades presenciais, os horários de ônibus não foram repostos.

Os estudantes que fazem cursos técnicos e superiores precisam que o ônibus de 22h45 retorne a circular do centro de Lafaiete para Gagé, pelo menos de segunda a sexta-feira, para terem condições de ir para as faculdades, colégios e cursos técnicos e retornarem para casa.

A empresa alega que com o atual preço do combustível e o número de passageiros que utilizariam a linha, ficaria inviável ter um transporte no horário reivindicado. Este horário existiu durante muitos anos. A empresa considera, que para voltar ao horário, deveria haver um reajuste no preço da passagem. O que teria margem maior para o pagamento dos custos da viagem. Outra solução seria a formulação de uma lista com, ao menos, 20 passageiros, que utilizariam o transporte todos os dias. “Caso esta lista seja formulada, a empresa estaria disponível para ouvir a comunidade e voltar com o horário”.

Rancho Novo



Mas, este não é um problema só de quem mora em Gagé. Outros estudantes lafaietenses estão com problemas para utilizar o transporte público para voltar para casa depois da aula. É o caso de quem mora no Rancho Novo, por exemplo. Alunos que estudam no 1° ano do ensino médio saem das escolas às 12h20, mas o último ônibus sentido Centro-Rancho Novo sai às 11h30, ou seja, antes do fim da aula. Depois disto só há outro horário às 17h. Ou seja, jovens estudantes entre 15 e 16 anos que precisam do transporte público para voltarem para casa esperam em média 5 horas após as aulas.

Há também reclamação semelhante sobre falta de ônibus circulando para alguns bairros em horário próximo ao fim do expediente comercial da cidade. Funcionários do comércio alegam que estão tendo dificuldades de voltar para casa após o serviço.
Moradores do Rancho Novo também enfrentam problema com transporte

Palavra da empresa



Em reportagem veiculada no Jornal Falado Carijós desta terça-feira 15/02 o gerente da Viação Umuarama, Josué da Silva Ribeiro, confirmou que a situação está acontecendo. Segundo ele, algumas reuniões já aconteceram com o Executivo da cidade: “A gente conversou a respeito disso na Prefeitura, até antes do início das aulas. A empresa mesmo tomou a iniciativa de alterar os horários. Tínhamos um ônibus que saia do centro de Lafaiete para Rancho Novo às 11h e às 16h30. Quando retornaram as aulas, a gente passou esse horário para 11h30 e às 17h. Após mudarmos esse horário e iniciarem as aulas, a gente ficou sabendo da dificuldade que está sendo enfrentada pelos alunos do turno da manhã. Só que para fazermos este atendimento, precisamos saber qual a real demanda de passageiros que terão neste horário e dependendo da quantidade de alunos, não justifica criarmos um novo horário”, destaca.

Segundo a empresa, para que a linha, que percorre cerca de 20km, seja viável, são necessários cerca de 30 passageiros diários.

Fonte: Fato Real

Angelo Oswaldo se reúne com vice-governador

Estudantes do Rancho Novo também enfrentam dificuldades com falta de ônibus


PUBLICIDADE
COTAÇÃO HOJE

Falácia Constitucional: o silêncio ensurdecedor dos governantes sobre o...

Pediatra ensina como fazer máscara de proteção com materiais simples

O TRIBUNA LIVRE

Direção e Proprietária: Marisa Hilário
Editoração gráfica: Tribuna Livre
Direção de mídia: Ina Caram.

Colaboradores do jornal impresso e do site:
Organização interna: Izabel Hilário
Administrador e publicitário: Jorge Hilário
Maria do Carmo Batista (in memorian)

REDES SOCIAIS

Tribuna Livre — Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Dash_